Sábado, 22 de setembro de 2018.
Metodologia Aplicada - Sacho Auditores

 

 

 

 

 

Apresentamos a seguir a metodologia dos nossos trabalhos:

 

( I )  Planejamento de Auditoria
 
O planejamento assume importância fundamental na implementação da metodologia de trabalho, na medida em que identifica

a potencialidade dos problemas, suas possíveis causas e localizações e determina o grau de aprofundamento dos exames.

 

Pode-se entender o planejamento pelo desenvolvimento dos seguintes tópicos:

 

  • - Absorção da realidade, do conhecimento e familiarização com as operações da Entidade auditada;

- Avaliação do ambiente de controle interno;

  • - Identificação das áreas de relevância;

- Avaliação de processos relacionados às estimativas contábeis e informações não comuns às atividades normais;

- Avaliação de riscos e potencialidades de erros;

 

  • Especificação e determinação das técnicas a serem aplicadas na execução dos serviços.

No desenvolvimento das fases acima se busca, além de planejamento do trabalho, a segurança necessária, para determinar a adequada extensão, profundidade e abrangência dos exames, segurança esta que deve estar plenamente fundamentada no conhecimento “do que” vai ser auditado. Especificamente com relação aos sistemas contábeis, visa-se avaliar até que ponto os mesmos demonstram segurança e confiabilidade para o registro, de maneira adequada, dos atos e fatos ocorridos na Entidade, sejam eles de origem interna ou externa.

 

( II ) Avaliação dos Controles Internos

 

A importância desta avaliação está relacionada ao grau de confiabilidade que possa ser depositada nos controles internos mantidos pela Entidade. Busca-se, ainda, identificar a eventual inexistência de controles sistemáticos em áreas críticas.

 

O levantamento necessário a esta avaliação é procedido através da fluxogramação dos sistemas de controles internos, os quais são checados através de testes de aderência.O processo de avaliação desenvolve-se, com base em roteiros especialmente preparados a partir do conhecimento adquirido das atividades da Entidade, seus negócios e operações e o ambiente de controle interno, conforme demonstrado no QUADRO I.

 

( III ) Testes Substantivos dos Saldos

 

Os testes substantivos visam à obtenção de evidências quanto à suficiência, exatidão e validade dos saldos, produzidos pelo sistema contábil da Entidade, apresentados nas demonstrações contábeis:

 

1º ) testes de transações e saldos;
2º ) procedimentos de revisão analítica.

 

Os trabalhos de auditoria são realizados através de provas seletivas, testes e amostragens, determinado em função da complexidade, volume das operações e aplicação dos procedimentos de Auditoria. Nos testes substantivos, o auditor considera os seguintes procedimentos técnicos básicos:

- inspeção;
- observação;
- investigação e confirmação;
- cálculo;
- revisão analítica.

 

Cumpre-nos destacar que a metodologia, bem como as técnicas e os procedimentos a serem empregados na execução dos serviços, observarão, integralmente, as disposições das seguintes normas:

 

- Normas Profissionais de Auditoria Independente:

 

Estas normas abordam as responsabilidades profissionais dos auditores, as quais destacamos:

  • Competência Técnico-Profissional - atualização constante das Técnicas Contábeis e das Legislações especificas.

 

  • Independência - possuir independência para julgamento dos fatos, não sendo influenciados por preconceitos e fatores estranhos e impedido de execução de trabalhos em que possuam interesses ou causem situações de conflitos de interesses.
  • Responsabilidade do auditor na execução dos trabalhos - aplicar o máximo de cuidado e zelo na realização dos trabalhos.

 

  • Honorários - estabelecer os honorários mediante a avaliação dos seguintes fatores: a relevância, o tempo para execução e a qualificação profissional necessária.
  • Guarda da Documentação e Sigilo - conservação da documentação e respeitar e assegurar o sigilo relativo, às informações obtidas durante a execução dos trabalhos.

 

- Normas de Auditoria Independente das Demonstrações Contábeis

 

Estas normas tratam dos aspectos técnicos relativos ao escopo dos trabalhos às normas de execução e às normas de emissão do parecer. Destacamos as seguintes normas:

 

a) Destacam que a Auditoria Independente das demonstrações contábeis constitui o conjunto de procedimentos técnicos que tem por objetivo a emissão de parecer sobre a adequação, com que estes representam a posição patrimonial e financeira, o resultado das operações, as mutações do patrimônio e as origens e aplicações de recursos da Entidade auditada, consoantes as NBC ( Normas Brasileiras de Contabilidade ).

 

b) Conceituação de Procedimentos de Auditoria - os procedimentos de auditoria são os conjuntos de técnicas que permitem ao auditor obter evidências suficientes e adequadas para fundamentar sua opinião sobre as demonstrações contábeis auditadas e abrangem testes de observância e testes substantivos. Os testes de observância, avaliam que os controles internos estabelecidos pela administração estão em efetivo funcionamento. Os testes substantivos visam à obtenção de evidência quanto à suficiência, exatidão e validade dos saldos, produzidos pelo sistema contábil da Entidade, dividindo-se em:

 

1º) testes de transações e saldos; e
2º) procedimentos de revisão analítica.

 

c) Normas de execução dos trabalhos:

 

c.1- A importância do Planejamento do Trabalho da Auditoria.

c.2 - Identificação e avaliação dos eventos Relevantes.

c.3 - Avaliação sobre os Riscos de Auditoria.

c.4 - A necessidade da supervisão e controle de qualidade dos trabalhos de auditoria.

c.5 - Obrigação do estudo e avaliação do sistema contábil e de controles internos da Entidade.

c.6 - Define que os trabalhos de auditoria devem ser realizados através  de provas seletivas, testes e amostragens, determinando em função da complexidade e volume das operações, a aplicação dos procedimentos de Auditoria. Define que na aplicação dos testes de observância e substantivos, o auditor deve considerar os seguintes procedimentos técnicos básicos:

 

- inspeção;
- observação;
- investigação e confirmação;
- cálculo e
- revisão analítica.

 

c.7 - Recomendação sobre  a  forma  de  Documentação dos trabalhos de Auditoria.

c.8 - Recomendação para atentar sobre a Continuidade Normal dos Negócios da Entidade .

c.9 - Possibilidade da utilização de técnica de Amostragem Estatística.

c.10 - Destaca a importância da compreensão do PED - Processamento Eletrônico de Dados e dos Sistemas de Processamento existentes para a execução dos trabalhos de auditoria.

c.11 - Destacar as Transações com Partes Relacionadas da Entidade .

c.12 - Define que o auditor deve obter a Carta de Responsabilidade da Administração que evidencie a responsabilidade da administração quanto às informações, dados e demonstrações contábeis submetidas aos exames de auditoria.

c.13 - Determina que o auditor deve aplicar procedimentos específicos para as transações e eventos subseqüentes, ocorridos entre a data do balanço e de seu parecer.

c.14 - Determina que o auditor deve adotar procedimentos para identificar as eventuais Contingências, que possam afetar as demonstrações contábeis.

c.15 - Define as normas do parecer dos Auditores Independentes .

Quadro 01

 

SACHO Auditores Independentes - Todos os direitos reservados | Tel.: (11) 2796-2977 | R. Redenção, 66 - Belém - CEP 03060-010 - São Paulo - SP - Brasil